(11) 5051-1924/ 0784 /(11) 5096-3384/5041-2434 / (11) 97515-3243 (vivo) Unidade Moema: contato@vetsupport.com.br | Unidade Zona Leste: contato2@vestsupport.com.br

Campanha Vet Support pela higienização das mãos

Campanha Vet Support pela higienização das mãos

A importância da higienização das mãos quando em contato com pacientes internados

A literatura nos mostra evidências de que a higiene das mãos reduz a incidência de infecção hospitalar bem como reduz os índices de pneumonia associada a ventilação mecânica.

Por que não adotar esta medida simples e de baixo custo? A conscientização de todos nos trará grandes benefícios!

A Vet Support se preocupada com a saúde e o bem estar de seus pacientes… e com a sua também!

faixa vet support

 

HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS, POR QUE FAZER?

As mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos durante a assistência prestada aos pacientes, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados.

A pele das mãos alberga, principalmente, duas populações de microrganismos: os pertencentes à microbiota residente e à microbiota transitória.

A microbiota residente é constituída por microrganismos de baixa virulência,pouco associados às infecções veiculadas pelas mãos. A microbiota transitória coloniza a camada mais superficial da pele, o que permite sua remoção mecânica pela higienização das mãos com água e sabão, sendo eliminada com mais facilidade quando se utiliza uma solução anti-séptica. É representada pelas bactérias Gram-negativas, como enterobactérias (Ex: Escherichia coli), bactérias não fermentadoras (Ex: Pseudomonas aeruginosa), além de fungos e vírus.

Os patógenos hospitalares mais relevantes são: Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Enterococcus spp., Pseudomonas aeruginosa, Klebsiella spp., Enterobacter spp. e leveduras do gênero Candida.

As taxas de infecções e resistência microbiana aos antimicrobianos são maiores em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), devido a vários fatores: maior volume de trabalho, presença de pacientes graves, tempo de internação prolongado, maior quantidade de procedimentos invasivos e maior uso de antimicrobianos.

Assim a higienização das mãos é uma medida simples e menos dispendiosa para prevenir a propagação das infecções relacionadas à assistência à saúde.

Habilidades

Postado em

16/07/2015